O Poder e a Magia das mãos Mão, um símbolo de vida. - A importância dos Anéis;

Nós usamos as mãos para entrar em contato com os outros, para dar e para receber, acariciar e quando temos um acidente ou qualquer parte do corpo dói, elas vão direto ao local de dor.


Nossas mãos são a “continuidade do nosso ser”, daí a importância de cuidar delas.
Assim como o pé, a mão está equipado com 7200 terminações nervosas.
De acordo com os princípios da medicina chinesa, as mãos e os pés são a representação em miniatura do corpo humano.


Assim, na mão direita, o fígado, na mão esquerda seu estômago e coração, e em ambas as mãos, coluna vertebral, vasos linfáticos, intestinos, os brônquios … Fazendo massagem em determinadas áreas é possível localizar a tensão e restaurar o equilíbrio.

Exemplos:
Se você pressionar a área correspondente do reflexo para os rins, isso ajuda a diminuir a retenção de líquido.
Para combater a insônia: una as mãos como se você fosse rezar, mas tocando apenas a ponta dos dedos. O segredo é fazer uma boa pressão, de dez a 15 minutos.

“Não é uma cura, e sim um estímulo para acalmar o problema…”
Uma linda noite meus amores...repleta de paz,luz e amor infinito...
Namastê!


Desde a antiguidade, a mão é frequentemente usada como símbolo do corpo. Pois é com a mão que se exerce o poder, a atividade, a força e o empenho. Nós podemos agir. As mãos são um instrumento perfeito. 
A palavra hebraica para mão , jad,também significa poder. Com frequencia, a mão foi considerada um símbolo imperial, real.

Com a mão pode-se expressar simpatia, à medida que pegamos algo, ou renúncia e defesa, à medida que afastamos algo. 
As posições das mãos  originárias da Índia, chamadas de mudras, transmitem muitos significados e informações e por sua prática todo o corpo é energizado. A mão é o espelho da alma. 

Com a mão também é possível transmitir energia, informação e benção. Impondo-se mãos, como no Reiki ou pelo Toque Terapêutico transmite-se energia através das mãos. 
Na consagração(mãos impostas), nas bençãos (palma das mãos abertas) e nas orações (mãos postas= entregando-se à proteção divina) são usados diversos gestos que sustentam o ritual. Batemos as mãos ao aplaudir a fim de transmitir gratidão, alegria e aprovação. 

Com um aperto de mão é encerrado um negócio, expressam-se boas-vindas ou aceita-se uma oferta. Mãos erguidas para o céu mostram a disposição em receber.


A Mão de Deus que abençoa já era representada em culturas antigas. No Islã, a Mão de Fátima é usada como amuleto, os cinco dedos simbolizam expansão da fé, oração, peregrinação, jejum e benemerência.

Os dez dedos são a base do nosso sistema decimal na matemática. Com a habilidade manual expressamos a agilidade e a aptidão.


polegar representa o ego, a energia, a força de ação e a virilidade.


indicador  é o dedo mágico e expressa autoridade, sabedoria, atenção e confiança em si mesmo.


médio simboliza responsabilidade e força.


anular é símbolo de união, arte, beleza e vitalidade.


mínimo representa a disposição de prestar atenção, a comunicação e o relacionamento.


O polegar (filho), o indicador (mãe) e o dedo médio (pai) simbolizam os membros da família.


Antigamente, só os aristocratas e as pessoas de posse podiam ter unhas compridas, por isso elas sinalizam inatividade e riqueza. Quem rói as unhas demonstra nervosismo, insegurança e desamparo.
A mão simboliza: proteção , fidelidade, inocência, esforço, capacide de ação e força.

Os anéis: 


O anel faz parte da história do homem há muito tempo, sendo que uma das primeiras referências que se tem deste adorno, hoje em dia tão popular, foi feita no ano de 350 a.C. pelo filósofo grego Aristóteles.
        Os anéis na antiguidade foram usados principalmente por pessoas ilustres como símbolos de nobreza, de honra, de louvor e inclusive de religiosidade. Entretanto, com o passar do tempo, este objeto tornou-se alvo das pessoas em geral e, seu uso atualmente engloba as mais diversas finalidades, tais como: acessório para embelezamento, aliança como símbolo de fidelidade entre homem e mulher e também é empregado como amuleto.  
        Do esoterismo ao ocultismo, os anéis começaram a ter papel muito importante, especialmente depois que se passou a utilizar pedras preciosas na sua composição. No esoterismo, as pedras teriam a capacidade de proteger, curar e também de servir como talismãs. Já no ocultismo, existe até mesmo literatura contendo receitas de como criar os mais variados anéis que poderiam gerar poderes ocultos.

Para entrarmos no assunto da magia, vamos começar a falar das nossas mãos.

Nossos dedos são como antenas captadoras de vibrações cósmicas. Cada dedo é regido por um planeta!


Dedo Polegar  =  Vênus
questões e vibrações ligadas ao amor, sexo, relacionamentos, finanças...

Dedo indicador  =  Júpiter
questões e vibrações ligadas à posição social, crescimento e expansão, êxitos e fracassos, religiosidade, conexão espiritual, fé, viagens longas...

Dedo Médio  =  Saturno
questões e vibrações ligadas à estrutura, disciplina, concentração, trabalho, profissão, solidez, aprendizado...

Dedo Anular  =  Sol
questões e vibrações ligadas à alegria, vida, individualidade, felicidade. auto expressão...

Dedo Mínimo  =  Mercúrio
questões e vibrações ligadas ao pensamento, comunicação, inteligência, aprendizados, viagens curtas, negócios e comércios...



Sabemos que a evolução acontece no número 7 e as consciências dos dois planetas ausentes como dedos estão representados em montes na palma da mão:

montes de Marte
são dois, um próximo do dedo de Vênus e outro abaixo do dedo de Mercúrio.
suas vibrações se repercutem assim como nos dedos, através de seus sinais.
o primeiro monte, próximo ao dedo de Vênus, está ligado às vibrações de sexo e desejo.

montes da Lua
abaixo do dedo de mercúrio, suas vibrações estão ligadas a sensibilidade, emoções, reações, mudanças de temperamento, maternidade, mediunidade, saúde...

Os anéis então, são potencializadores de energias e consciências!
A mistura do metal, com pedras preciosas, energias, consciências, nasce o talismã, que nos protege, potencializa nossas forças, nos ajudam a combater nossos desafios!

Os anéis na mão direita, são os potencializadores, energias que nos ajudam a realizar, e na mão esquerda nos protege o realizado. Por isso que quando ficamos noivos, a aliança vai na mão direita, pois estamos almejando casar, depois do casamento elas vão para a mão esquerda, onde queremos proteger nosso casamento...

Comentários