Linguagem do Corpo: A metafisica comportamental e psicológico do Magro ou Magreza (Baixo IMC "índice de massa corporal") e/ou Magro excessivo

Linguagem do Corpo: A metafisica comportamental e psicológico do Magro ou Magreza (Baixo IMC "índice de massa corporal") e/ou Magro excessivo

Magro ou Magreza (Baixo IMC "índice de massa corporal") e/ou Magro excessivo
  
Uma pessoa magra possui pensamentos muito rápidos e normalmente não tem paciência para esperar pessoas e coisas.
Ela parte logo para a decisão e resolve seus problemas o mais rápido que pode. Isso faz com que seu cérebro utilize muito açúcar de seu corpo, ocorrendo uma queima natural de gordura generalizada.
Uma pessoa obesa alega que é lenta devido a seu peso, mas eu não estou me referindo à agilidade do corpo e sim à rapidez dos pensamentos parar elaborar emoções e transformá-las em alegria e desapego.
O corpo torna-se ágil conforme o ritmo dos pensamentos.
Um magro que se alimenta muito e não consegue engordar, precisa aprender apenas desacelerar os pensamentos e tentar deixar para depois coisas que quer fazer hoje e agora. Para uma pessoa ansiosa e dinâmica, esse conselho não é fácil, não é mesmo?
Mas a saída que tanto um obeso, que muitas vezes se desacelera por medo ou por carência, quanto um magro, que vive com o pé no acelerador dos pensamentos, precisa encontrar é um ponto de equilíbrio, pois os dois tipos vivem nos extremos devido à insegurança. 
Na linguagem do corpo a magreza é o desequilíbrio com a energia "Yang". 

Atenção: Existe uma diferença entre a:  1 - magreza (daquele que come e não engorda ou não consegue engordar) e do magro por:  2 - transtorno alimentar (anorexia, bulimia...).

 A primeira esta relacionada a energia yang, associado ao signo de Áries (rapidez, cabeça, mental) e com seu primeiro modelo de pai associado ao sentimento de falta de nutrição paternal. Também demonstra um grau de falta de fé. Já que a sensação de Deus é proteção associado a energia yang, ela faz acontecer ao seu redor porque acredita inconscientemente que não é nutrida (protegida) ou seja insegurança. 

O segundo com a energia yin, já que o que esta associado a boca é mãe (simbolismo do primeiro modelo da sua mãe e da energia yin). Desta forma, algo ocorreu ainda quando bebê e seu cérebro registrou no subconsciente interpretado como algo negativo que ocorre na fase oral de 0 até ou 2-3 anos, podendo afetar futuramente através de doenças (forma negativa) quando resolvido o conflito resulta em uma compensação (forma positiva).

Fonte: http://silvia-machado.blogspot.com.br/2010/11/simbologia-da-obesidade.html.

Veja mais:

Project Somos Arts . Tecnologia do Blogger.