MEDIUNIDADE: Saiba mais sobre Mediunidade; Natural e de Aprendizagem;

MEDIUNIDADE: Saiba mais sobre Mediunidade; Natural e de Aprendizagem;

Mediunidade todos possuem, cada um em seu nível. Mediunidade é um sentido a mais, além dos cinco sentidos.

Mediunidade Natural
Mediunidade natural é aquela forma de sentir que acontece com tanta suavidade, com tanta naturalidade, que, por vezes, a pessoa nem dá fé dessa sensibilidade maior, e se aperfeiçoa naquela direção. Por exemplo:

• o músico, médium natural da música, tem uma sensibilidade maior voltada para os sons, para o ritmo, para a harmonia, e naturalmente segue a inspiração, a vocação, o rumo da música. Estuda, aperfeiçoa, dedica-se a ela, faz dela uma profissão, porque a professa, propaga, ensina e pratica. E sua sensibilidade aumenta com esse exercício;

• o professor; médium natural do conhecimento, aprende e ensina com tanta facilidade - aqueles que o fazem por vocação - que nem se dão conta do quanto crescem com isso.

O jardineiro pode aprender com as sementes, com as raízes, com as flores ou frutos, pode observá-los, pesquisá-los. Conheci um que se enternecia com a beleza da flor do ipê e me contava que não sabia trabalhar com as letras, como fariam os professores e alunos da escola onde ele professava a jardinagem. No dia de sua aula de jardinagem ele se transformava num mestre. Contava quantos anos tinha o pé de café, a história da roseira amarela...
A bailarina, através de sua dança, do palco, do aplauso, do público, vai aos poucos aumentando naturalmente sua sensibilidade. Perceber as próprias faculdades psíquicas, educá-las, desenvolvê-las, crescer em realização interior é o que chamamos de mediunidade natural. É um fazer contato com a própria essência, que resulta numa sensibilidade mais apurada de um modo completamente natural. É como o crescimento das unhas ou do cabelo: não dói, não é espantoso, não há sofrimento ou patologias no crescer das unhas - é absolutamente natural.
O crescer da sensibilidade também pode ser um processo natural, e a mediunidade é um sentir a mais - é o sexto sentido. Faz parte do sistema de sensibilidade de cada um, que permite o intercâmbio com outras esferas da vida, sem a obrigatoriedade do transe mediúnico "oficial". Nela, a inspiração e a intuição vão se aproximando devagarzinho e se instalam, passando a compor com a inteligência, a razão, o cotidiano.


Mediunidade de Aprendizagem
Ao contrário da anterior esse tipo de mediunidade manifesta-se de modo menos tranquilo, muitas vezes sem que haja muito tempo para a familiarização com o próprio sistema de sensibilidade, que começa a captar ideias, emoções, sensações. E, por percebe-las em si, o médium assume a paternidade delas. Então, faz-se necessário aprender a trabalhar com essas ideias, emoções ou sensações que passam a fazer parte da pessoa.Para exemplificar, apresentarei casos verídicos, com os quais lidei, mas usarei nomes fictícios. Vejamos, para começar, o caso de Márcia.

Márcia
Idade: 34 anos
Profissão: professora
Situação: captação de sensação de mal-estar físico indefinido.

Começo sempre do concreto para abstrato, indagando as possíveis causas físicas do mal-estar: "Esta saudável fisicamente?"; "Alimentou-se como de habito?"; "Dormiu, descansou o necessário?", etc... Depois, sigo o rumo energético da situação: "Quando Márcia sente o mal-estar?"; "E sempre na mesma situação?"; "Em que ocasiões? Reuniões? Festas? Aglomerações? Supermercado? Metro?" Ou, "Quem esta sempre presente?". Vamos observar, apurar a sensibilidade, analisar cada item, alternar variáveis, observar novamente...

Eis o relato de Márcia:
"Sempre volto de metro da escola para casa, depois de dar aula no período da manha. Venho bem, disposta, mas noutro dia senti um mal-estar repentino, um pouco de dor no corpo, dor de cabeça, uma certa tontura... Estranhei, porque estivera bem ate aquele momento. Respirei fundo e voltei minha atenção para o ambiente: o rapaz ao lado despediu-se da minha parceira de banco dizendo: 'Espero que você se recupere prontamente. Cuide-se, não deixe de ir ao medico!' Então, passou-me um pensamento de relance pela cabeça: contaminação energética. Sera que isso e possível? Posso sentir um sintoma físico de outra pessoa, um desconhecido? Na ocasião pareceu-me absurdo." Então, faco as observações iniciais: "Vamos notar se isso acontece com frequência. Quando acontece? Em que lugar? Quem esta por perto nessas ocasiões? Quais são os sintomas captados, etc".

Quer você admita ou não, a contaminação psíquica, ou energética existe tanto quanto existe a contaminação física, emocional. Da mesma forma que um resfriado, pega em quem e pegável:
• em quem não tem defesa;
• em quem esta com o sistema imunológico fragilizado;
• em quem esta de porta aberta.


;Defesa imunológica? Contra-contaminação energética? Nunca ouvi falar disso!
Eu explico.

Márcia faz captação de uma realidade física, de um agente físico, e observou que faz captação dos sistemas físicos de pessoas doentes, mas não de todas as pessoas doentes. Só de algumas, quando estão próximas. Qual a aprendizagem que a situação experimentada por Márcia sugere? Por existir a possibilidade dessa questão e que falamos em mediunidade de aprendizagem, pois há algo a ser aprendido. Eu sou muito suspeita para falar em aprendizagem, porque o meu diploma mais utilizado é o de professora.


Fonte: Livro Conexão; Uma Nova Visão de Mediunidade - de Maria Aparecida Martins.

Veja mais:

Project Somos Arts . Tecnologia do Blogger.