Veja a analise psicológica pela linguagem do Corpo de Dores de Cabeça e enxaqueca por Cristina Cairo

2 s

Veja a analise psicológica pela linguagem do Corpo de Dores de Cabeça e enxaqueca por Cristina Cairo




Enxaqueca e dor de cabeça

Os indivíduos que sofrem de enxaqueca têm um orgulho muito forte e não permitem que pessoas autoritárias mandem em sua vida ou controlem seus passos. Resistem a tudo e a todos que, conforme eles acreditam, queiram invadir seu espaço vital. São pessoas que não relaxam aos prazeres, pois receiam serem dominados de alguma forma. Normalmente têm medo do sexo ou de suas conseqüências, devido a limitações morais, familiares, etc.
Se você se identifica nesta situação, solte-se e deixe seu coração ”falar”. Não use a razão constantemente, pois devemos equilibrar os dois hemisférios cerebrais (razão e emoção), para evitarmos esses conflitos internos e suas somatizações. Suavize seus pensamentos. Quando surgir uma dor de cabeça, pare e reflita sobre o que está acontecendo ao seu redor.
Será que alguém ou alguma situação contrariou você? Ou talvez você tenha se sentido desconsiderado(a) por alguém um tanto importante de quem você esperava maior consideração. Seja o que for, pense sobre a sua própria conduta e veja o quanto você está sendo inflexível consigo mesmo(a) e com os outros. Aceite
docilmente O que aconteceu e se proponha a mudar o seu caminho através de seus ideais e você vai ver como a dor irá desaparecer. Acredite que qualquer dor de cabeça é sinal de um orgulho muito forte, conforme já expliquei, e para acabar com ela é preciso modificar os seus pensamentos exatamente no momento da dor. Tudo é uma questão de exercício e de flexibilidade. Tente, pelo menos uma vez, acabar com a dor sem o auxílio de remédios. Esqueça o medo e apenas reconheça o quê ou quem contrariou você e desarmese procurando uma boa maneira de mudar sua vida para melhor.
A paciência e a coragem com você mesmo acabarão com uma simples dor de cabeça ou com a enxaqueca.
Veja alegrias em ambientes que você não gosta de freqüentar e não resista à contrariedade que o fez entrar neste ambiente.
Experimente se soltar e se divertir mais, em vez de negar e criticar as opiniões diversas das suas. Lembre-se de que sua carência e seu desejo de receber amor e carinho aumentam quanto maior forem a sua inflexibilidade e o seu orgulho. OK?



Cristina Cairo - Livro: Linguagem do Corpo

2 comentários

vc me surpreende cada vez mais......... tudo a ver comigo e com a minha mae ambas sao muito orgulhosas.......

dificil é aceitar cetas coisas.

Veja mais:

Project Somos Arts . Tecnologia do Blogger.